terça-feira, 31 de março de 2009

310309 - AULA DA SAUDADE - HISTÓRIA - URCA


Estivemos hoje, 31.03.09, nas dependências do Crato Tênis Club, mais um momento de confraternização da nossa turma do curso de história, da noite, da Faculdade Regional do Cariri - Urca, desta feita, com a velha e decantada “aula da Saudade” de conclusão de curso. Foi um momento de muita felicidade, apesar de termos conhecimento do peso de um “fim”. Vão ser, realmente, muitas saudades.
Contamos com a presença dos professores Jales, do 8º Semestre e do professor Sabiá, do 7º.
O ponto alto do evento foi, sem dúvida, quando o colega Ediceu leu a carta da nossa inestimável ex-professora Sônia Menezes, que se encontra no Rio de Janeiro cursando o seu doutorado que, por este motivo,não pode estar presente, mas nos enviou uma carta de parabéns pela conclusão deste grande sonho, o de nos tornarmos, historiadores. Este gesto de Sõnia vem solidificar o carinho e o respeito temos por ela.
Quanto a nossa colação de grau, devemos dizer que se realizará no dia 8 de maio, no Ginásio Poliesportivo de Juazeiro do Norte, sendo que a missa será celebrada, um dia antes, na capela de Santa Tereza, ao lado do Colégio de mesmo nome, em Crato.
Eis, pôs, a segunda etapa deste final de curso, visto que , há poucos dias, tivemos a sessão de fotos.






segunda-feira, 30 de março de 2009

300309- NOTÍCIAS DA COMUNIDADE

E.E.M. JOAQUIM VALDEVINO DE BRITO INAUGURA LABORATÓRIS DE CIÊNCIAS E INFORMÁTICA
Aconteceu hoje, às 14 horas, na Escola de Ensino Médio Joaquim Valdevino, na Ponta da Serra, a inauguração dos Laboratórios de Ciências e Informática, resultado do bonito trabalho desenvolvido pela Diretora Balbina Diniz Moreno. O evento contou com a presença de representantes da Credi 18, Grupo Gestor da escola, Professores, alunos, servidores e líderes políticos e comunitários. Usou da palavra a diretora Balbina, o Mons. João Bosco Cartaxo Esmeraldo, que benzeu as instalações e a ex- coordenadora da Credi 18, Águida Leite. Na oportunidade, a diretora atual fez seu discurso de despedida de final de mandato à frente da referida escola

280309 - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE

70 ANOS DE VIDA DE GONÇALA DE VICENÇA PORTÃO



Nesse sábado, dia 28 de março, os familiares de Gonçala de Vicência promoveram a festinha de aniversário dos seus 70 anos de existência com a santa missa celebrada por Mons. Bosco na Matriz de São Jose, tendo a recepção se dado nas dependências do Serravento club
Gonçala Pereira Alencar é filha de José Pereira dos Santos ( Zé dos Santos) e Vicença Antes Portão, ambos já falecidos, nascida no dia 28 de março de 1939, em Ponta da Serra, onde viveu todos estes anos.
Casou-se, no civil, com José Ferreira Alencar, filho de Gustavo Ferreira de Alencar e Ernestina Alves de Oliveira, em 1º de novembro de 1959. Devemos dizer que este foi o primeiro registro de casamento do cartório recém criado em Ponta da Serra (Livro B1). Com 8 dias, casaram-se na Igreja. Deste matrimônio nasceram os seguintes filhos: Maria do Socorro, Francisco (Tico), Erivan e Fabiana.
Pessoa muito simples e querida na comunidade. Uma mulher forte e trabalhadora que zela pela tradição de homens e mulheres extremamente trabalhadores, membros da família Portão, que teve como tronco Manuel Antes Portão, seu avô materno.
Gonçala também é uma mulher participativa na comunidade, pois, faz parte de diversos grupos organizados, tais como, Grupo Comunitário, desde sua fundação há 25 anos, Grupo da Terceira Idade, Coral da Esperança e Associação de Moradores e Produtores de Ponta da Serra.
É de pessoas deste tipo que a comunidade necessita para o seu engrandecimento. Que Deus lhe der muitos anos de vida para continuar sendo útil aos seus e á Comunidade.






CANTATA EM PONTA DA SERRA

CONCERTO MUSICAL REALIZADO EM PONTA DA SERRA

Sob a regência do Professor de música Galdino, aconteceu nesse domingo na Ponta da Serra uma Cantata com os alunos de música da Escola de Música Solibel, e com o coral que partindo da apresentação na matriz de São José, saiu pelas ruas de Ponta da Serra, chamando a atenção das famílias para o encanto da música. São muitas crianças na Ponta da Serra que recebem orientação musical, através do apoio da Comissão do Cinqüentenário da Ponta da Serra e do Projeto Verde Vida

Informações do Mons. João Bosco Cartaxo Esmeraldo

SEMANA MISSIONÁRIA

ENCERROU-SE COM SUCESSO A QUINTA SEMANA MISSIONÁRIA DA PARÓQUIA DE S. JOSÉ OPERÁRIO

Com a concelebração da Santa Missa, presidida pelo sr. Bispo Diocesano, Dom Fernando, encerrou-se nesse domingo passado, na Ponta da Serra, a Quinta Semana Missionária, que foi realizada no Distrito de Ponta da Serra, atendendo as seguintes comunidades:Ponta da Serra( Sede), Juá, Vila São Francisco( Sítio Quebra), Mata Malhada com Araçás e Umburana, Palmeirinha dos Vila, Palmeirinha dos Brito, Altos com as comunidades da Catingueira, Pai Mané, Vila Porfírio e Vila Vitório, Cipó e Genipapeiro, Rodeador, Caboclo, Lagoinha e Jaburu. Cerca de 30 missionários e missionárias vindos de outras comunidades e das Paróquias de Nossa Senhora da Penha e da Sagrada Família, realizaram suas atividades missionárias, com o apoio das famílias que os acolheram. Treze padres ajudaram no mutirão de confissões.
Passada a Semana Missionária, a Paróquia de S. José Operário se prepara para a Semana Santa com as celebrações no tríduo pascal. E depois virá a Festa do Padroeiro, São José Operário.




Texto Mons. Bosco

Fotos coletadas por LPA JUNIOR




A EQUIPE DO VERDE NEWS MARCANDA PRESENÇA NAS SANTAS MISSÕE


A equipe de Produção do Verde News esteve presente nesse dia 29 de março de 2009, quando do encerramento da Semana das Santas missões ao entrevistar Mons. Bosco, Fátima Brasil e Edval Cirilo e o sr. Bispo Diocesano Dom Fernando.

sexta-feira, 27 de março de 2009

MORRE, AOS 99 ANOS, MARIA LUIZA

Há poucos dias postamos uma singela matéria nas comemorações dos 99 anos de vida de Maria Alves de Brito, popularmente conhecida por Maria Luiza, que prestou importante serviço à nossa comunidade, principalmente, como botadeira d’água, em época que não existia abastecimento como nos dias de hoje É com grande pesar que noticiamos o seu falecimento ocorrido pela manhã.
Maria Luiza, apesar de pertencer a uma das mais tradicionais famílias de Crato, a família Brito, levou uma vida humilde,com muito trabalho e muita resignação.
Filha legítima de João Severiano de Brito e Luiza Alves de Brito, sua prima legítima. Maria nasceu no dia 14 de novembro de 1910.Costumo dizer que Maria Luiza é Brito “indo e voltando”, pois seus dois avós eram irmãos (expressão sempre repetida por ela).Devemos dizer que, ainda na primeira metade do século XIX, três irmãos “Britto”, oriundos de Recife, adquiriram o sítio ou fazenda Ponta da Serra e mais a área de terra compreendida das margens dos Carás, no sítio Malhada, até às proximidades da Cidade de Crato. Dois dos três irmãos ficaram nesta nossa região enquanto o terceiro ficou nas proximidades da Cidade. Dos dois que aqui se fixaram, um se chamava Antonio Correia de Brito que era o pai do major Eufrásio de Brito, Antonio de Brito Correia, Marcelo de Brito (que se fixou em Várzea Alegre), Severiano de Brito Correia e Miguel Alves de Brito, sendo os dois últimos os avós de Maria Luiza.

NOTA: A FOTO DO DIA DO ANIVERSÁRIO

sábado, 21 de março de 2009

Falece em Crato Jéferson Felício

Estava na redação do JC quando soubemos da morte do Dr. Jéferson Felício, secretário de infra-estrutura do Crato, neste sábado, 21 de março. Durante o tempo em que passei na Assessoria de Imprensa do Município, pude observar que o Dr. Jeferson, como todos o chamavam, sempre foi um dos mais bem articuladores secretários da atual gestão. Um político muito habilidoso, que raras vezes perdia as estribeiras. Em alguns momentos difíceis, quando as críticas eram maiores do que os espaços para a defesa, vi nele muita serenidade. Simpático, ganhou a simpatia de muita gente. Óbvio que fez alguns adversários, pois a função pública faz com que isso ocorra, mas, isso nunca foi determinante. Quem o admirava era a imensa maioria, e isso dá para sentir quando conversamos com as pessoas, as que estão dentro ou fora do atual governo cratense. Jeferson Felício foi secretário de infra-estrutura em um período de obras importantes, como a da criação do Centro Cultural do Araripe, a reinauguração do Cine Tetro Moderno, a pavimentação de ruas e avenidas, a construção de praças, e diversas outras obras que ainda não aconteceram mas têm o dedo, a criatividade e a competência de Jéferson Felício. Dia desses, um amigo jornalista me disse que achava que se Jeferson fosse um dia prefeito de um cidade, somente pela forma dele tratar as pessoas, um dia seria governador. Puro exagero obviamente, mas que mostrava como ele era bem visto por muita gente, da imprensa, da política, da iniciativa privada, das comunidades, de vários setores sociais.Muitas vezes me encontrei com ele e a esposa, dona Milene, e muito conversamos. Ele era intensamente carinhoso e atencioso com a família, com a esposa e filhos. Com os amigos também, era daqueles que amigos têm toda a atenção do mundo. E fez muitos amigos no Crato. Disso, tenho certeza. Nesses momentos de tristeza é que devemos aproveitar para refletir, para pensa r em Deus, e pedir que ele esteja bem, com Deus, em seu descanso. Que os bons exemplos deixados por Jéferson Felício frutifiquem, deixem profundas raízes não apenas no Crato, mas por onde ele passou.Um abraço forte, e adeus, amigo!



FONTE : BLOG DO TARSO ARAUJO

sexta-feira, 20 de março de 2009

Cariri cearense recebe mostra de países lusófonos entre 12 e 16 de maio de 2009

Cariri cearense recebe mostra de países lusófonos

Fundação Casa Grande será palco para a Cariri das Artes dos Países de Língua Portuguesa, que terá recitais de músicos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal, além de rodas de conversa com gestores de instituições culturais brasileiras, africanas e européias, mostra de vídeo e exposição de folhetos de cordel

Oficialmente, estamos em três continentes, em oito países. Somos lusófonos. Esta palavrinha, ainda estranha para muitos, quer dizer uma coisa bem simples: falamos português. Cada um, porém, à sua maneira. Assim, interessa a todos saber o que nos une e o que nos diferencia.
Em busca de algumas destas respostas, músicos e gestores culturais representantes de cinco destes países estarão no interior do Ceará entre 12 e 16 de maio para a mostra Cariri das Artes dos Países de Língua Portuguesa.
O evento será realizado no Teatro Violeta Arraes- Engenho de Artes cênicas, localizado na Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri, em Nova Olinda. Serão cinco dias com recitais musicais, palestras, exposição de cordéis e mostra de vídeo da TV Casa Grande.

Convidados

Em sua primeira edição, a mostra será voltada principalmente ao intercâmbio musical. Cantores e compositores apresentarão para o público um pouco da cultura de seu lugar. Ao mesmo tempo, farão uma imersão na região, em visitas às casas de mestres como Seu Raimundo Aniceto, da Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto.
De Angola, virá Filipe Mukenga, que recentemente gravou o disco “Nós somos nós” com Zeca Baleiro. De Moçambique, Stewart Sukuma. Cabo Verde será representado pelo jovem Vadú. Portugal nos presenteia com o som luso-brasileiro de JP Simões.
Brasileiros? Temos dos bons: Elizah e Paulo Brandão deixam o litoral carioca para uma sonora apresentação no sertão. Abanda e Os Cabinha (jazz e rock na lata) são pratas da casa: criados entre as centenárias paredes da Fundação, representam a força da música cearense.

Rodas de conversa

Na cadeia produtiva das artes, músicos dependem de gestores de centros culturais para desenvolverem seu trabalho. Para proporcionar essa aproximação, foram convidados representantes das principais instituições para esta aproximação. São eles: Edson Natale (Itaú Cultural), Dane de Jade (Sesc Ceará), Heniton Menezes (Banco do Nordeste), Mário Alves (ONG Etnia – Portugal) e Roberto Isaías (Rede Nacional para a Diversidade – Moçambique) e Janete El Haouli, (Casa de Cultura da Universidade de Londrina).
Para começar, logo na abertura a linguista Ruth Monserrat apresentará uma palestra sobre as aproximações entre o português e as línguas indígenas.

Mostra de vídeos e cordel

Além dos tradicionais “100 Canal”, a produção da TV Casa Grande será apresentada ao público por meio de uma mostra, que selecionou cinco curtas-metragens sobre a região.
Durante todo o período, o público também terá acesso a uma exposição com cerca de mil títulos de folheto de cordel, que representa de forma interessante o objetivo da mostra: afinal, nasceu em Portugal e encontrou sua casa no nordeste brasileiro. Um intercâmbio que deu certo – e já faz tempo.

Sobre a Fundação Casa Grande

A Fundação Casa Grande - Memorial do Homem Kariri é uma escola de gestão cultural localizada na cidade de Nova Olinda, no Cariri cearense.
Artes, Memória, Comunicação e Turismo são as áreas de abrangência do projeto, que tem como objetivo a formação cultural e cidadã de crianças e jovens do sertão nordestino.

www.fundacaocasagrande.org.br

Colaboração de Tânia Peixoto

NOTÍCIAS DO GABINETE DO DEP, ROQUE

Roque pede rigor na fiscalização no combate do comércio ilegal de aves silvestres

Apesar de ilegal, o comércio de aves silvestres é uma prática comum na região do Cariri. Cerca de 90% dos animais silvestres morrem logo depois de retirados de seu habitat, conforme dados do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). No último dia 26 de fevereiro, uma equipe da Companhia de Polícia Ambiental do Estado do Ceará (CPMA) resgatou 37 aves silvestres procedentes do Estado de Pernambuco que seriam vendidas na feira do Crato, segundo matéria publicada no jornal Diário do Nordeste.
A operação foi realizada no Sítio Belmonte, descida da Serra do Araripe, com o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que conduziu as aves para o escritório do Crato.
Ainda segundo a reportagem, os pássaros eram transportados em duas motos dentro de caixas de papelão pelos agricultores Élcio Santos Barbosa e Antônio Girlânio Quintino, que foram presos em flagrante como traficantes.
Preocupado com os danos ambientais e a venda ilegal de aves silvestres, o deputado estadual Sineval Roque (PSB), apresentou um requerimento ao departamento legislativo da Assembléia, solicitando rigor na fiscalização no combate do comércio ilegal de aves silvestres no município do Crato. “O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente Recursos Naturais e Renováveis do Crato precisa urgentemente intensificar a fiscalização na região”, ressaltou Roque.
A venda de animais silvestres é proibida e considerada crime ambiental. Mesmo assim, ainda acontecem feiras clandestinas principalmente no Nordeste. Micos, papagaios, araras, peixes ornamentais estão entre as principais espécies vendidas ilegalmente. Quem for pego com animais silvestres pode receber multa no valor de R$ 500 por item apreendido. No caso de animais silvestres que constam na lista de extinção, a multa sobe para R$ 5 mil.

Fontes: Gabinete deputado estadual Sineval Roque (PSB)
Assessoria de imprensa-Karol Martins /CE 01938
(85)8848.8321/9168.4807

NOTÍCIAS DO CRATO

18-03-
2009
Ordem se serviço para a construção do Centro de Convenções do Crato será assinada no proximo dia 3 de abril.

O prefeito Samuel Araripe recebe no próximo dia 3 de abril na cidade do Crato, o governador do Estado Cid Gomes e sua comitiva, dentro da programação do Governo Itinerante. Na ocasião será realizada a assinatura da ordem de serviço para a construção do Centro de Convenções do Cariri. De acordo com Samuel Araripe, a construção desse empreendimento será de grande valia para o municipio, pois dentro desse contexto, a cidade do Crato terá mais visibilidade em relação a eventos de todo o país, trazendo consequentemente mais geração de emprego e renda.

Agência do Itaú passa a operar em Crato

Mais um grande empreendimento inicia suas atividades em Crato. Foi inaugurada na tarde de ontem, a agência do Banco Itaú, no Município. Com isso, o Itaú amplia neste mês os investimentos no Ceará, com a abertura da primeira agência na cidade. O banco passa a contar com 22 agências no estado. A nova unidade está localizada no Centro da cidade, na Rua Senador Pompeu, nº 341, e é totalmente adaptada para o acesso e atendimento às pessoas com deficiência física, seguindo o padrão do banco em todo o País. Em dezembro de 2008, o Itaú já contava com 3.270 unidades e postos de serviços em todo o Brasil e um quadro de mais de 70 mil funcionários. Somente no ano passado foram abertas 190 unidades em todas as regiões do País, e a previsão é de que neste ano o investimento na expansão do número de pontos de atendimento seja mantido. Importante salientar que o município do Crato nos últimos quase cinco anos, chegou a implantar, segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Município, mais de cinqüenta empresas, atraindo mais empregos e renda. Essa tem sido a meta de empreendimentos na cidade. Um projeto prevê a implantação de um distrito industrial no município, em execução pela secretaria.




FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA DA PMC

quarta-feira, 18 de março de 2009

170309 - NOTÍCIAS DA EMANCIPAÇÃO


CRIAÇÃO DE MUNICÍPIOS 17.03.09
Deputados defendem urgência para a votação


A demora na votação do projeto sobre criação de novos municípios está inquietando alguns políticos cearensesDeputados federais cearenses querem que o Projeto de Lei Complementar que regulamenta a questão de fusão, emancipação e incorporação de municípios seja votado na Câmara ainda este mês. É unanimidade que a prerrogativa de legislar sobre o assunto tem que ser das assembléias e não do Congresso Nacional. Os parlamentares que conversaram com a reportagem do Diário do Nordeste lamentaram a demora de resolver o impasse, mas há a ponderação de que outros assuntos são mais urgentes neste momento, o que dificulta a apreciação da matéria.Conforme mostrou o Diário do Nordeste na edição de ontem, a falta de regulamentação dos limites entre os municípios cearenses tem colocado vários distritos e comunidades dessas localidades em situação difícil por não saberem a quem cobrar os seus direitos e sem saber a qual território pertencem.RegulamentaçãoHá muitos artigos da Constituição Federal que precisam de regulamentação, o que não foi feito ainda e o artigo 18, que trata da questão, é um deles. Por isso, se torna urgente que o projeto que já foi analisado e aprovado no Senado receba o crivo da Câmara para que conflitos históricos possam ser resolvidos. O deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB) pondera que as reformas política e tributária devem ser priorizadas neste momento pelo Congresso, mas assegura que, em um acordo de lideranças, pode-se incluir a votação do Projeto de Lei, entre uma votação e outra das reformas.´Eu vou fazer um levantamento das matérias jornalísticas do Diário do Nordeste e vou levar ao Congresso, para demonstrar que é urgente a aprovação para consolidar a questão dos territórios no País. Dá tranqüilamente para votarmos entre uma votação e outra dos grandes projetos que estão lá tramitando´, diz Matos.O deputado Eunício Oliveira (PMDB) voltou a lamentar que a pauta do Congresso venha sofrendo com o excesso de matérias do Governo, sobretudo, as medidas provisórias. ´Felizmente os presidentes da Câmara e do Senado conversaram com o presidente Lula para que haja moderação no envio das medidas provisórias e a expectativa é que projetos de lei como estes entrem na pauta´, destacou o peemedebista.´Isso é atribuição clara das assembléias. É um erro o Congresso estar com essa prerrogativa. O Congresso não tem condição de avaliar essas coisas pontuais então devolve para os estados´, argumenta o coordenador da bancada cearense, deputado José Guimarães (PT).Ele informou que irá discutir o assunto com os demais parlamentares do Ceará para fazer uma certa pressão na Mesa Diretora a fim de que o projeto entre na pauta imediatamente. ´Nós vamos ter que pedir uma tramitação em caráter de urgência ou o presidente da Câmara vai ter que resolver de outra maneira, mas temos que votar imediatamente´, disse.
FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE

160309 - NOTÍCIAS DA EMANCIPAÇÃO

FALTA REGULAMENTAÇÃO 16.03.09
Municípios brigam para incorporar territórios


A disputa entre os municípios é sempre para ter aumentado o seu contingente populacional e o repasse de recursos.
O problema das áreas de litígio, que são limites entre os municípios, é alvo de divergência há muito tempo no Ceará, sobretudo depois que, em 1996, o Congresso Nacional retirou das assembléias legislativas, a prerrogativa de legislar sobre o assunto. Há hoje, pelo menos, 80 casos de questões judiciais, ou mesmo de divergências paroquiais, entre distritos e comunidades que ficam geograficamente em um município, mas recebem assistência do poder público municipal de outro, o que tem gerado confusão entre os entes federados e as comunidades.A Assembléia Legislativa do Ceará anunciou, semana passada, a criação de uma comissão especial para discutir os limites territoriais entre municípios da divisa entre Ceará e Piauí. A intenção, como explicou o presidente da Assembléia, deputado Domingos Filho, é chegar-se a um entendimento para sensibilizar o Congresso Nacional acerca da delimitação dos limites entre os municípios.ParoquialEnquanto isso, internamente, vários municípios cearenses se digladiam pela posse de terras, ou para se desfazer delas, com cidades vizinhas. Estas questões são ainda mais sérias, como reconhece o próprio presidente da Assembléia. ´Muito mais contundente é a questão dentro do Ceará. Áreas tradicionalmente consideradas de um município ´A´, que no mapa estão no município ´B´´, destacou ele.Na Região Metropolitana de Fortaleza há uma polêmica que chegou à Justiça sobre a localização territorial do Porto do Pecém. Atualmente, o complexo portuário pertence a São Gonçalo do Amarante, mas há quem entenda que o território é de Caucaia. É o que quer saber o deputado Francisco Caminha (PHS). Ele irá convocar membros do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a uma audiência pública na Assembléia.Caminha conversava sobre o caso, na última quinta-feira, com o presidente da comissão de Triagem, Elaboração de Projetos e Criação de Novos Municípios, da Assembléia Legislativa, o engenheiro Luiz Mourão. Segundo informações da comissão, na construção do Porto do Pecém, houve questionamento na Justiça, sobre a pertinência territorial da área, mas ainda não há decisão.PrerrogativaO maior problema, segundo Luiz Mourão, é que o Congresso Nacional, a quem cabe legislar, está muito distante destas questões menores, por isso as autoridades locais ficariam de mãos atadas para resolver os conflitos, que se espalham por todo o território cearense.Ele explica que a prerrogativa era das assembléias legislativas, como determinava a Constituição Federal, no seu artigo 18, porém, ´como não houve zelo por parte dos legislativos estaduais em elaborar critérios claros para a emancipação de distritos, o Congresso acabou, por meio de uma emenda Constitucional, levando para si aquela competência´. Ele informa que a Assembléia do Ceará já catalogou 80 casos de disputa entre municípios por distritos, mas não há ação definitiva, por conta de a responsabilidade não ser dos legislativos estaduais.Mourão detalha que a comissão está atuando em parceira com o IBGE para apressar a definição dos limites entre os municípios onde não há conflito. ´Nos locais de divergência, nós catalogamos e, logo que a Assembléia tenha de volta a responsabilidade de legislar, o presidente Domingos Filho convocará plebiscito naqueles locais´, pontuou. O trabalho da comissão é para se antecipar na solução dos problemas.PendênciasEm visita à comissão, a reportagem do Diário do Nordeste teve acesso a uma pilha de documentos enviados pelos próprios municípios à comissão. São muitos os casos de litígio. Um dos confrontos está entre Fortaleza e Maracanaú. A situação, segundo relata Mourão, é dúbia. ´Há comunidades que são atendidas pelo poder público dos dois municípios ao mesmo tempo. Outras que nenhuma das duas prefeituras querem assumir´, conta.Em outro caso, na região Norte, o município de Marco quer ter anexado ao seu território, um total de 21 localidades que estão em terras de Bela Cruz. Os serviços prestados àquelas comunidades já são pela Prefeitura de Marco, mas a pendência de demarcação tem gerado confusão. Na prática, muitos recursos repassados às prefeituras estão atrelados ao contigente populacional que, se alteraria caso a incorporação fosse confirmada.Mourão alerta que os problemas não serão resolvidos enquanto a prerrogativa de legislar não for repassada para as assembléias. ´Imagine o Congresso Nacional tendo que resolver questão de limites entre Jati e Jardim?´, questiona.TecnologiaO deputado Welington Landim (PSB), em conversa com a reportagem do Diário do Nordeste, informava que a população da localidade de Ponta da Serra, no limite entre os municípios de Brejo Santo e Abaiara, está inquieta com a definição do IBGE de que pertence a Abaiara. ´É mais de um século que essa comunidade pertence a Brejo Santo. O IBGE vem querer mudar agora?´. São mais de mil moradores na incerteza do seu futuro, segundo disse. ´Nós vamos lutar até o fim para permanecer com o distrito´, assegura ele, que é representante de Brejo Santo.O problema relatado é por conta da tecnologia, como explicou Luiz Mourão. ´Antes os técnicos do IBGE chegavam ao local perguntando às pessoas a qual município a comunidade pertencia. Agora com os equipamentos de GPS, eles sabem a latitude e longitude e atestam a que município pertence a comunidade, geograficamente´, detalhou.O problema é que, para além da geografia, há argumentos políticos e até culturais de cada local que devem ser respeitados. ´Em cada área nós pretendemos fazer plebiscitos
para vermos o interesse da comunidade. Só iremos fazer quaisquer alterações de acordo com os interesses dos moradores´, dizia o presidente Domingos Filho, em entrevista.

FIQUE POR DENTRO:Congresso Nacional terá que regulamentar a questãoA Emenda Constitucional número 15/1996, aprovada no Congresso Nacional, retirou dos legislativos estaduais a possibilidade de legislarem sobre a criação, fusão e incorporação de municípios. Depois desta data, nenhum município sequer foi criado no Brasil e se espalham pelo território os casos de pendências sobre fronteiras. Isso está acontecendo porque a Câmara dos Deputados não levou ao plenário um projeto de lei complementar aprovado no Senado, no ano passado, que regulamenta o assunto e devolve às assembléias a prerrogativa. O projeto data de 2002 e é de autoria do senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), com substitutivo do senador cearense Tasso Jereissati (PSDB). A Câmara terá que votar o projeto até o fim do mês por determinação do Supremo Tribunal Federal.
FONTE ; DIÁRIO DO NORDESTE

180309 ACERVO HISTÓRICO DO PADRE CÍCERO

Biblioteca do Pe. Cícero é revelada ao público



Começa hoje a Semana do Padre Cícero, em comemoração aos seus 165 anos de nascimentoJuazeiro do Norte. Livros que contam um pouco da história de vida de um homem que buscava o conhecimento da religiosidade, da Medicina, em várias línguas. Esse homem se tornou um santo consagrado pelo povo. O Padre Cícero Romão Batista, no próximo dia 24 de março, estará completando 165 anos de nascimento. Uma história que segue sendo estudada por dezenas de pesquisadores de várias partes do País e do mundo. Hoje, às 19 horas, será aberta oficialmente a Semana comemorativa do seu aniversário, no Memorial Padre Cícero, que conta, no desfecho das comemorações, com um bolo gigante, feito pela comunidade e colaboradores. A grande novidade será a abertura, para visitação pública, da biblioteca que pertenceu ao “Patriarca de Juazeiro”, formada por 600 livros, dois deles catalogados recentemente.São conhecimentos diversos, idiomas diferentes, mas a religiosidade, o profundo conhecimento místico do Padre Cícero se evidencia por meio da leitura que praticava. É o que indica coleções de bíblias, livros sobre teologia, orações. O material está em poder dos padres salesianos, no Museu São José, localizado na rua do mesmo nome, em casa de morada do Padre Cícero.Acervo preservadoSão quatro estantes de madeira, numa das salas do velho casarão, todas com o material que não pode ser tocado, a não ser pelos profissionais e estudantes que estão iniciando um trabalho de digitalização do material e de preservação, há cerca de um ano.A Semana do Padre Cícero começa com a V Expocícero, uma exposição com artigos religiosos voltados para o sacerdote, fotografias e objetos pertencentes ao padre. Apresentações culturais e uma feira de artesanato fazem parte do início dos trabalhos que continuam até o dia do aniversário, próximo 24 de março.No segundo dia, o padre José Venturelli levará ao público as novidades sobre a biblioteca, juntamente com a coordenadora dos trabalhos, a estudante de Biblioteconomia, Deusimária Dantas, que vem desenvolvendo o trabalho de digitalização e preservação do material, numa atividade que envolve 35 voluntários. A palestra sobre o assunto será no auditório do Memorial, às 19 horas.Longo trabalhoSegundo o padre Venturelli, esse é um longo trabalho que poderá demorar, conforme profissionais da área, cerca de 10 anos. A pretensão é digitalizar todos os livros que pertenceram ao Padre Cícero. Alguns deles, conforme o religioso, são do período em que o sacerdote era estudante. Ele supõe isto, já que a assinatura não consta como padre, de acordo com boa parte em que ele descreve: “pertence ao padre Cícero”, com local e data, no caso ainda assinava “Joaseiro”.Achados considerados importantes pelo padre Venturelli foram encontrados dentro dos livros, como uma pequena tira de pano, um dos possíveis paninhos usados pela beata Maria de Araújo, momento em que a hóstia se transformou em sangue na boca da beata e cabelos que poderão ser do sacerdote e um negativo.Uma catalogação do material havia sido feita no ano de 1984 pelos padres salesianos. O material estava guardado em armários de boa qualidade, hoje distribuído em quatro estantes do Museu. No centro uma mesa, com uma marca usada pelo Padre Cícero, que também fazia parte da biblioteca particular do sacerdote.No ato da palestra, será distribuído, entre estudiosos do Padre Cícero, um livro escrito pelo próprio “Patriarca de Juazeiro”. Entre os agraciados com a raridade, o bispo diocesano, dom Fernando Panico, irmã Anete Dumoullin e o escritor Daniel Walker. São anotações pessoais, em uma agenda, durante o período em que esteve em Roma. Contém tópicos de um livro que vinha lendo, “estudos e reflexões”, segundo conta padre Venturelli. “São tópicos significativos, que trazem um conhecimento profundo dos mistérios de Deus. Uma mística profunda, estudos de alto nível de diálogo com Deus. Um relacionamento íntimo, bastante profundo e rico”, diz.Temas diversosDesse material, alguns escritos de punho do próprio Padre Cícero, além das capas e contracapas dos livros arquivados, títulos e sumários já estão digitalizados e ficarão à disposição de pesquisas, preservando com isso o material de origem da época.Direito canônico, estudos sobre remédios e terapias medicinais, dicionário de português para chinês, terapias medicinais estão entre os temas diversos dispostos na biblioteca. A recuperação dos livros, começando pelos mais danificados, ainda será iniciada. Até o momento, começou-se uma atividade de preservação mais elaborada. O cadastro também está sendo feito. A preocupação depois desse trabalho será acondicioná-los em local com climatização adequada. Há livros de até antes do nascimento do Padre Cícero, datados de 1732. São histórias que começam a ser descortinadas de um homem culto, santificado pela nação romeira.
FIQUE POR DENTROMuseu funciona em casa pertencente ao religiosoA biblioteca do Padre Cícero está localizada no Museu São José, casa onde o sacerdote passou os seus últimos dias de vida, em Juazeiro do Norte. Ele faleceu aos 90 anos, e, segundo o atestado de óbito, a causa esteve relacionada a uma paralisia intestinal. Antes passou por uma cirurgia de catarata. O acervo da biblioteca é formado por 600 livros, atualmente guardados em estantes de madeira, numa das salas do Museu. Alguns dos exemplares são em francês, língua oficial da época, assim como hoje é o inglês. A história do religioso, já consagrado como santo popular, conta que Cícero Romão Batista nasceu em 1844 na antiga Vila Real do Crato e chegou a Juazeiro em 1872, dando início ao sacerdócio junto à população pobre de sertanejos, numa cidade marcada pela violência e pela prostituição. Teve importante atuação tanto no sentido de aconselhamento espiritual como no trabalho junto às comunidades nas épocas de seca e de fome. Dessa maneira, conquistou o respeito da comunidade que passou a lhe atribuir a qualidade de santo e profeta. O messianismo passou a fazer parte de sua vida em 1891, quando a hóstia, concedida pelo padre, ficou vermelha na boca da beata Maria de Araújo, fazendo com que o povo considerasse o fato como um milagre, marcando a sua história.ELIZÂNGELA SANTOSRepórterMais informações:Museu São JoséRua São José, 242,CentroJuazeiro do Norte (CE)Região do Cariri

São 600 livros que integram o acervo pertencente ao Padre Cícero, guardados no Museu São José (Foto: Elizângela Santos)

FONTE: Diário do Nordeste

domingo, 8 de março de 2009

FEIJOADA EMANCIPALISTA




Aconteceu nesta manhã, 08 de março, no Pólo de Atendimento Vereador Edvardo Ribeiro da Silva, com boa participação das lideranças políticas e comunitárias, o primeiro evento do grupo de Produção da Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra – AMEPS. Na oportunidade a Comissão de Dados, através do Geógrafo Judas Tadeu Vilar Bernardo e do Economista Luciano Pereira Leite foi realizada uma explanação dos potenciais ambientais e econômicos do futuro município de Ponta da Serra, por sinal, uma verdadeira aula desses dois jovens recém- formados pela Universidade Regional do Cariri – URCA, numa demonstração clara de que temos em nossa comunidade pessoas, assim como Tadeu e Luciano, capacitadas para gerir futuras secretarias neste futuro município.
Os trabalhos foram conduzidos por Ana Paula Brito Leite, coordenadora do Grupo de Produção, tendo usado da palavra as seguintes pessoas: Dr. Francisco Dionísio Alves, presidente da AMEPS, ressaltando a importância do evento, tendo também homenageado a figura da Mulher, neste dia dedicado a ela; Rafael Noronha, assessor do Deputado Sineval Roque que fez um apanhado das possíveis arrecadações do futuro município, acrescentando às informações apresentadas anteriormente por Luciano Pereira; José Ailton Brasil( recém associado) que discorreu também sobre as questões econômicas dos municípios; Mario Correia de Oliveira Junior, falou em nome da Comissão de Assuntos Jurídicos e Mídia, onde , mais uma vez, demonstrou o seu empenho pelo movimento, inclusive, criando um Blog na Internet que terá por objetivo ampliar os espaços na mídia para os assuntos ligados ao nosso distrito.
Devemos ressaltar que a “Comissão de Promoções, com a função de promover eventos, divulgá-los e conseguir recursos financeiros; é composta pelos seguintes membros: Coordenadora – Ana Paula Brito Leite; membros: Francisco Evaldo Barbosa Brito, Damião David da Silva e Antonio Correia Lima”. A equipe, para este primeiro evento. contou com a colaboração de uma boa parte da população, de alguns grupos organizados e dos comerciantes locais. Contou também com a participação do Grupo musical do Projeto Verde Vida que animou o ambiente com belas canções da MPB.
Parabéns para todos que contribuíram para o sucesso do evento, pois, com toda certeza, os objetivos almejados foram alcançados.
















Veja mais algumas imagens do evento: Foto Girlânia Vieira




























VEJA MAIS FOTOS NAS PÁGINAS DO ORKUT( Antonio Correia Lima)


sábado, 7 de março de 2009

HISTÓRIA DE UMA MESTRA – HOMENAGEM.

No natalício dos noventa anos de Dona Cleyde Correia de Oliveira, que transcorre neste dia 7 de março de 2009, com a celebração de uma missa presidida pelo Padre José Adauto de Alencar, às 18:30 horas no Bairro Vilalta- Crato-CE, na Igreja da Sagrada Família, inicio a História da Mestra, com as palavras do Jornalista J. Lindemberg de Aquino, quando homenageou Dona Cleyde, há vinte anos.
“Na marcha inexorável do tempo, assinala-se neste dia 7 o aniversário natalício de uma das mais queridas e estimadas mestras do Crato, a professora Dona Cleyde Correia de Oliveira... Anos bem vividos e impregnados de muita luta e muita emoção, com uma história rica de sentimentos e de doação, porque Dona Cleyde é uma criatura de sensibilidade e beleza interior como poucas existem em nosso meio.” J. Lindemberg de Aquino (Jornalista).
Cleyde Correia de Oliveira (Quedinha), filha de Antônio Correia de Oliveira (proprietário de uma das Padarias mais conhecidas do Crato antigo) e Carmina Correia Lima, nasceu em 7 de março de 1919 na Cidade do Crato-CE na Travessa Araripe nº 20. Nascia, portanto, a primeira neta de José Correia de Lira Cirilo e Ana Maria da Conceição, a primogênita do casal. Batizada na Igreja de Nossa Senhora da Penha - Sé Catedral - pelo Monsenhor Juviniano Barreto, o qual lhe deu nome de Cleyde. Fez suas primeiras letras com a Professora Mundinha e em seguida na Escola de Vicência Garrido, tendo recebido, a educação nos melhores colégios da cidade, tais como: Escola Santa Inês, Colégio Santa Teresa de Jesus: Curso Secundário Diplomada em 15 de Dezembro de 1936 e o Curso Normal em 18 de Novembro de 1939, sendo Inspetor o Padre Antonio Gomes de Araújo e a Diretora Madre Ana Couto.
Desde pequena tinha muitas habilidades. Gostava de pinturas em telas, bordados e artesanatos em geral. Para tanto, obteve Certificado de Habilitação em Confecção de Flores pela professora Cacilda N. da Silva, em 9 de setembro de 1945 e em 1º de dezembro de 1957 recebeu o diploma com o prêmio de Menção Honrosa – Pintura de Gênero Óleo do 1º Salão Cratense de Belas Artes, tendo como Presidente de Honra do 1º Salão Cratense de Belas Artes, o Prefeito Municipal Ossian de Alencar Araripe e Presidente da Comissão Organizadora do Salão o Sr. Amadeu Acioly. Cleyde foi educada em um ambiente de pessoas religiosas e ouvindo de suas tias, Histórias da Bíblia Sagrada todas as noites e com a idade de 11 anos teve a idéia de comemorar o natal em família, fazendo todos os anos uma lapinha (presépio), que até hoje mantém a tradição e cada ano se torna maior e mais bonita, preservando as mesmas imagens religiosas. São seus irmãos: José de Oliveira Lima (Zé Cirilo - in memorian); Cirilo Cardoso de Oliveira (Cirilo - in memorian); Zenilda Cardoso de Oliveira, (in memorian); Zenaide Cardoso de Oliveira, Zilberto Cardoso de Oliveira; Zenilce Cardoso de Oliveira; Zildenir Cardoso de Oliveira e Francisco José Cardoso de Oliveira.
“Dona Cleyde optou desde sua mocidade pelo magistério e a ele se dedicou de corpo e alma com verdadeiro devotamento e doação. Foram muitos anos em nossas escolas, alfabetizando, formando, educando, orientando com aprumo as sucessivas gerações, que lhe passaram pelas mãos e que hoje muito lhe devem.” J. Lindemberg de Aquino (Jornalista).
Dona Cleyde, como professora estadual e municipal, ensinou na época do Crato antigo nos seguintes estabelecimentos: Grupo Escolar do Crato, Circulo Operário do Crato e Grupo Escolar Dom Quintino e, dentre centenas de alunos, podemos citar: Dr. Raimundo Bezerra de Farias (in memorian), Luiz Sarmento (in memorian), Francisco José Pierre (Chico Pierre), Geraldo Saraiva Ribeiro e Dr. Egberto. Posteriormente, foi professora de Artes na Casa de Saúde Santa Teresa e SESC.
Viúva do Ex-vereador, “Seu” Mário Correia de Oliveira (proprietário de um dos primeiros postos de gasolina do Crato – Posto Regente - Texaco), Cleyde criou seus filhos dentro dos princípios morais e éticos com amor e dedicação, sendo os seguintes: Djalma Correia Matos (in memorian) - Técnico eletromecânico; Rômulo Correia de Oliveira (in memorian) – Artista Plástico; Antônio Correia de Oliveira Neto – Economista, Geógrafo e Funcionário Público Estadual; Mário


Correia de Oliveira Júnior- Economiário, Advogado, Corretor de Imóveis e Professor Universitário e Cleide Correia de Oliveira - Enfermeira e Professora Universitária.
Dona Cleyde tem os seguintes netos: Mário Correia de Oliveira Neto - Odontólogo, funcionário Público Municipal e professor da Escola de Saúde Pública do Estado do Ceará; Ana Hirlene de Brito Correia Oliveira – Psicóloga e professora Universitária; Hirlana Hévila de Brito Correia Oliveira –Acadêmica de Direito; José Hercules Gomes Rocha Filho – Músico e Pré-universitário; Herson Correia de Oliveira Rocha – Músico e estudante; Antônio Liebert Correia de Oliveira - Músico e Pré-Universitário; Salomé Silva de Oliveira – Funcionária Pública do Distrito Federal e Laura Silvana Correia Matos Costa – Comerciária e acadêmica de Ciências Contábeis. Bisnetos: Mirna Dielle Matos Alves – Comerciária e acadêmica de Ciências Contábeis; Laryssa Matos Alves – Comerciaria e Pré-univesitária; Moanna Matos de Brito - Pré-univesitária e André Silva de Oliveira – Estudante - Distrito Federal.
Dona Cleyde! Eis, portanto, seu grande legado; ou seja: uma bela família!
Parabéns pelos seus 90 anos de vida... Vida vivida de lucidez, altivez, fibra, meiguice, bondade e formação Cristã arraigada no seio de seu coração!

Postado por Mário Correia de Oliveira Júnior.

070309 - NOTÍCIAS DO CRATO

07-03-2009

Governo do Crato apresenta projeto de construção do Shopping Popular

Foi apresentado na ultima quinta-feira, dia 5, pelo prefeito Samuel Araripe, no Teatro Municipal Salviano Arraes Saraiva, projeto para a construção do Shopping Popular do Crato. Disponibilizando informações para uma platéia formada pelos atuais vendedores do “camelódromo”, além de autoridades locais como o chefe do corpo de bombeiros, a vigilância sanitária, e o secretariado do município, o prefeito apresentou o projeto para a construção de um shopping center popular para o Crato, que será construído no mesmo local aonde funciona hoje o “camelódromo”. Esse projeto visa solucionar de forma eficiente e definitiva, todos os problemas que o local enfrenta atualmente, como a falta de saneamento, higiene e segurança. O projeto terá um custo total avaliado em cerca de 2 milhões e 800 mil reais, e é uma parceria entre a Prefeitura Municipal do Crato, que fornece o terreno para a sua construção e o Banco do Nordeste do Brasil. O prazo para a construção é de 8 meses a partir do início das obras. O Shopping Popular do Crato terá 2 pavimentos, com praça de alimentação e 300 boxes. Os 160 atuais vendedores, terão prioridade em relação a aquisição dos boxes e o excedente será utilizado para acomodar os vendedores ambulantes que hoje vendem seus produtos no restante da cidade. O chefe do executivo cratense destacou a questão de que cada vendedor do novo shopping popular receberá escritura definitiva do seu loteamento, e o financiamento será pago em 12 anos, com uma parcela inicial estimada em 140 reais para cada permissionário e diminuindo para menos de 100 reais em 6 anos. Nesse contexto foi criado um grupo gestor eleito pelos próprios permissionários que irá administrar o novo shopping. Foi decidido que no shopping popular do Crato não serão comercializados produtos perecíveis, como frutas, verduras nem carnes, e não serão permitidas as vendas de bebidas alcoólicas no local. O projeto uma vez concluído irá beneficiar todo o centro comercial do Crato, pois, oferecerá todas as condições de higiene, segurança e comodidade para a população do Crato.
DEMUTRAN Crato realiza hoje blitz educativa

O Departamento Municipal de Trânsito- DEMUTRAN do Crato, informa a toda a comunidade cratense que está em parceria com a Rádio Tempo FM e que, hoje, dia 7, estará realizando uma blitz educativa em frente aos Mercadinhos São Luiz, na avenida Padre Cícero. Durante a blitz, que tem como parceiros Hemoce Crato e Cajuína São Geraldo, serão distribuídos panfletos que trazem informações relevantes sobre educação para o trânsito. Participem!

Crato participa da comemoração dos cem anos de Patativa do Assaré

O vice-prefeito do Crato, Raimundo Bezerra Filho, representando executivo municipal, participou, na ultima quinta-feira, dia 5, em Assaré das comemorações do centenário do poeta popular cearense Patativa do Assaré. Raimundo Filho compareceu a celebração em ação de graças aos cem anos do poeta e enalteceu a riqueza cultural do Cariri conhecida mundialmente. Antonio Gonçalves da Silva, o Patativa do Assaré, nasceu em 5 de março de 1909 na Serra de Santana e morreu em 8 de julho de 2002. Foi um dos mais importantes representantes da cultura popular nordestina, tendo sido condecorado com títulos e prêmios importantes, entre eles, títulos de Doutor Honoris Causa, homenagens do Ministério da Cultura, entre outros.

Secretária de Cultura do Crato participa do Fórum de Turismo e Cultura do Cariri

A Secretária de Cultura, Esporte e Juventude do Crato, Danielle Esmeraldo, participou neste dia 3 de março no município de Assaré do Forum de Turismo e Cultura do Cariri. Na ocasião além de vários Secretários dos municípios esteve presentes o Sr. B.C. Neto, Coordenador do Desenvolvimento das Ações Culturais da Secretaria de Cultura do Estado. No Fórum, foram debatidos assuntos referentes ao desenvolvimento turístico e cultural dos municípios cearenses. Em meio a conjuntura, a Secretária Danielle Esmeraldo levantou a questão da insatisfação dos artistas da região em relação ao acesso ao palco dos shows na Exposição do Crato, já sinalizando a necessidade de uma conversa entre artistas, governo estadual e municípios.

Assessoria de Imprensa
Prefeitura Municipal do Crato

sexta-feira, 6 de março de 2009

060309 - NOTÍCIAS DA PONTA DA SERRA

FEIJOADA EMANCIPALISTA

Venha ! Coma feijão.
Ouça uma canção
E recebe informação,

Com este mote, o Grupo de Eventos da Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra (AMEPS), distribuiu convites a 100 pessoas para participarem do primeiro evento sob sua organização, que terá por objetivo sensibilizar a nossa população quanto ao nosso movimento emancipatório, que teve início há quase vinte anos , agora, oxigenado com a aprovação do Substitutivo ao Projeto de Lei do Senado nº 98, de 2002- Complementar, que regulamenta o procedimento para a criação, a incorporação, a fusão e desmembramento de municípios.
O evento se dará neste domingo, dia 08, a partir das 10hs.nas dependências do Pólo de atendimento Vereador Edvardo Ribeiro da Silva
No dia 08 de março às 10hs. no Pólo de Atendimento Vereador Edvardo Ribeiro da Silva, em Ponta da Serra.

040209 - NOTÍCIAS DA URCA

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ
SECRETARIA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO SUPERIOR – SECITECE
FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI – URCA


URCA comemora 22 anos com lançamento de material didático para professores do ensino fundamental

A Universidade Regional do Cariri (URCA), através da Pró-Reitoria de Extensão – Proex, convida a sociedade caririense para o lançamento do Material Didático em Artes Visuais: “O Cariri nas Tramas da Arte, da Imagem e da Cultura”, no contexto das comemorações dos 22 anos da Universidade. O livro a ser lançado enfoca as artes do Cariri como recurso didático para os estudantes do ensino fundamental.

O projeto faz parte de um trabalho desenvolvido pelos professores da Universidade Regional do Cariri (Urca), Sandra Nancy Ramos Freire Bezerra e Marcos Aurélio Moreira Franco, especialistas em arte-educação. Inicialmente vai ser dada capacitação para 90, dos 200 professores, para os quais o material didático a ser oferecido já se encontra disponível. Três municípios serão contemplados inicialmente.

A imagem será utilizada em princípio como elemento de despertar para a história, com xilogravuras de José Lourenço, enfocando situações que envolvem a formação do Cariri, com a colonização. Para isso, é utilizada uma xilo dos antigos engenhos. Outro ponto é a religiosidade popular. Também o reisado, demonstrando a rica formação do povo caririense.

Estarão disponíveis 200 pastas bem regionais, feitas em madeira por João da Mala, daquelas vendidas nas feiras da região, consumidas pelos romeiros do Padre Cícero, e junto o livro, que traz o título do projeto, três xilogravuras e imagens em esculturas de madeira, do Centro de Cultura Mestre Noza, do escultor Manoel Graciano e uma imagem referente aos grafismos encontrados em brinquedos de flandres da região, produzida pelo professor Titus Riedl. Isso como um despertar também para as artes, além de divulgar os artistas da região.

Parcerias com as prefeituras de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, por meio das secretarias de Educação, já estão sendo firmadas. O material está sendo financiando pela Secretaria de Cultura do Estado, por meio de edital de Incentivo às Artes. O trabalho vem sendo executado pela Pró-Reitoria de Extensão da Urca. Segundo Sandra Nancy, nem todo o material será usado, inicialmente, já que os próprios professores estarão realizando a capacitação e acompanhamento dos docentes.

Se nesta primeira edição está sendo utilizada a imagem, a música virá como recurso para os próximos passos dos professores. Levar a educação patrimonial para as salas de aula não será possível sem o apoio das prefeituras, conforme destaca o professor, Marcos Aurélio. Os docentes decidiram utilizar o material por não existir um trabalho que valorize essa fonte de conhecimento, tendo como enfoque os recursos visuais da arte caririense. “Uma linguagem diferenciada e de fácil acesso, que está ao nosso alcance”, diz a professora Sandra.

“Temos a pretensão também de formar leitores visuais a partir de imagens da produção artística local, desenvolvendo o olhar e o senso estético, além do reconhecimento da cultura local”, explica o docente. Outro ponto importante destacado por Marcos Aurélio é o estímulo à criação de um banco de imagens com produções de outros artistas locais nas próprias escolas.

O material “O Cariri nas tramas da arte, da imagem e da cultura tem a finalidade de colocar-se como veículo para a ação educacional e cultural tanto nas escolas como em outros espaços, tornando-se um referencial de apoio didático”, destaca Marcos Aurélio, ao acrescentar a iniciativa como ponto de partida para uma série que será desenvolvida com o decorrer do tempo, apontando para outros territórios a serem conquistados. Pelo menos 10 escolas de cada município serão beneficiadas


VIII Semana de Geografia será
aberta hoje, com conferência

Com o tema Um Olhar Geográfico sobre o Ceará, será aberta na noite de hoje, a partir das 19 horas, a VIII Semana de Geografia da Universidade Regional do Cariri (URCA), com a
Conferência de abertura proferida pelo professor doutor da Universidade Federal do Ceará (UFC), José da Silva Borzacchielo. O evento será aberto no Salão de Atos da Instituição e tem como objetivo fomentar o debate sobre a ciência geográfica, instigar o debate entre membros diversos da academia e com militantes dos movimentos sociais, visando maior entendimento dos eixos propostos. Além disso, debater sobre o processo de produção do espaço cearense, as relações contraditórias que fazem desse espaço tão estudado e tão pouco transformado.

A VIII Semana de Geografia contará com debates, oficinas, mesas redondas, com a presença de ministrantes de palestras da região, da própria URCA, e de outras universidades, envolvendo temas diferenciados como Espaço Agrário, Intervenções do Estado Brasileiro para o desenvolvimento do Nordeste, Produção e (re) produção do espaço caririense. Um processo de reestruturação no campo e na cidade e Geoambientes do Espaço Geográfico cearense: Potencialidades, limitações e impactos. Hoje pela manhã será feito o credenciamento dos participantes. O evento tem continuidade até o dia 7 de março.

Projeto Leituras Negras
será realizado nas Escolas

O Projeto Leituras Negras, desenvolvido desde o início de 2008 pelo Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho – IEC, vinculado a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Regional do Cariri – URCA, em parceria com o movimento de negritude como é o caso do Grupo de Valorização Negra do Cariri – Grunec e a 18ª. Coordenaria Regional de Desenvolvimento da Educação – CREDE realizarão suas atividades nas escolas públicas visando atender a um número maior de participantes entre professores, estudantes e militantes do movimento negro. Anteriormente, as ações eram realizadas na URCA para os coordenadores pedagógicos das escolas da rede estadual. Visando sensibilizar da importância do Projeto no processo de formação cidadã, será realizado um Encontro no dia 23 de abril para os Núcleos Gestores e educadores das escolas da rede estadual, no auditório do 18ª Crede. O Projeto tem como finalidade contribuir para a formação política em torno da temática do movimento negro e a efetivação da lei que torna obrigatório a História e a Cultura Afro-Brasileira nos estabelecimentos de Ensino Básico

Doutor em Sociologia abordará
arte e marxismo na URCA

O Coletivo Camaradas realizará no dia 26 de março, na Sala de Vídeo da Universidade Regional do Cariri – URCA, uma Roda de Conversa sobre “Arte e Marxismo” que será mediada pelo doutor em Sociologia, Prof. Dr. Roberto Siebra. O objetivo do encontro é aprofundar o conhecimento dos integrantes do Coletivo na teoria desenvolvida por Karl Marx – O Marxismo e desenvolvida por outros teóricos de diversas áreas do conhecimento. O Marxismo é a compreensão teórica que orienta os trabalhos de analise sobre arte desenvolvidos pelos Camaradas. O prof. Dr. Roberto Siebra tem doutorado em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e vem ao longo de sua carreira acadêmica ministrando palestras em diversas partes do país e conheceu de perto a experiência socialista do povo cubano, em visita acadêmica em Cuba.
A Roda de Conversa sobre Arte e Marxismo será destinada aos integrantes do Coletivo Camaradas, mas poderá ser aberta para pessoas que desejam ingressar no grupo. Os interessados deverão entrar em contato pelo E-mail: coletivocamaradas@gmail.com




Contato:
Assessoria de Comunicação
Universidade Regional do Cariri - URCA
(88) 3102-1212 ramal 2617
www.urca.br Elizangela Santos (88) 9915.3450
Crato, 04 de março de 2009.

COLABORAÇÃO TÂNIA PEIXOTO




III Festival BNB das Artes Cênicas do CARIRI

A partir de amanhã, dia 06 até o dia 29 de março, comemorando o dia do teatro e circo,
o Cariri estará recebendo o III Festival BNB de Artes Cênicas.
Serão 42 apresentações cênicas acontecendo em 7 cidades diferentes da região.
Espetáculos de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Brasília, Paraíba e Ceará,
sendo 15 espetáculos diferentes do Cariri, em 8 mostras teatrais.

Programação inteiramente gratuita.

Venha conferir.
Informações: (88) 3512.2855 - cultura@bnb.gov.br


Colaboração Tânia Peixoto

050309 - NOTÍCIAS DO CRATO

PREFEITURA MUNICIPAL DO CRATO
05 de março de 2009


Atualização do Bolsa Família responsável
por atendimento de mais de cem cadastros

Continuam sendo realizadas na Secretaria de Ação Social, as atualizações de cadastros corriqueiras. Somente em agosto estarão sendo feitas as atualizações cadastrais obrigatórias. Segundo coordenador do Bolsa Família, Marcos dos Santos Lopes, são cerca de 120 atendimentos diários, envolvendo situações como mudanças de endereços, renda familiar, mudança de escola e por isso é importante constar no cadastro os novos dados. São beneficiados pelo programa no município em torno de 11.500 pessoas.

Unidades produtivas incentivam
empreendedorismos em bairros do Crato

A Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria de Ação Social, está implementando quatro unidades produtivas em bairros da cidade como o Muriti, Seminário, Batateiras e Vila Alta. Serão beneficiadas com as unidades 100 famílias das respectivas localidades que já passaram por capacitação ou estão sendo capacitadas para poderem atuar nas unidades. A Vila Alta será beneficiada com um salão de beleza popular modelo, o Seminário e Muriti, com fábricas de desinfetante e a Batateiras com uma fábrica de lingerie. Foram investidos para compra de equipamentos para montagem das fábricas cerca de R$ 200 mil. São máquinas de primeira linha, segundo a Secretária Liduína Andrade, algumas delas custando até R$ 7 mil. Segundo o coordenador do Bolsa Família, Marcos dos Santos Lopes, outra comunidade que poderá ser beneficiada com uma fábrica de redes de futebol é o Alto da Penha. Mas todo o trabalho vem depender do próprio interesse de participação da comunidade nos cursos de capacitação, para que as unidades possam funcionar com mão-de-obra local, nos próprios bairros. A arrecadação com o fabrico dos produtos será revertida na compra de material para novos materiais serem produzidos e as famílias envolvidas nos trabalhos. Esse é um programa complementar do Bolsa Família. Os locais para implantação das unidades estão em processo de montagem ou de alocação. Na próxima segunda-feira, na Vila Alta, será iniciado o curso de confecção, produção, técnica de venda, empreendedorismo, para que seja começada a produção na unidade da Vila Alta, em duas semanas. O curso será de 80 horas, nos períodos da tarde e da noite.


COMDEMA realiza próximo dia
10 sua 3ª. Reunião ordinária

O Secretário de Meio Ambiente e Controle Urbano do Crato Nivaldo Soares de Almeida convoca para a para a 3a Reunião Ordinária do COMDEMA do ano de 2009, que acontecerá no Auditório da Secretária Municipal de Saúde no Centro Administrativo da Prefeitura Municipal, no próximo dia 10. A reunião discutirá temas como a proposta de requalificação do atual Cenário da Zona Urbana do Município.


Ação Social do Crato realiza cadastro
do projeto de Ações Sócio-Educativas a Família

O governo Municipal do Crato, através da Secretaria de Ação Social , comunica a todos os munícipes que está sendo realizado o cadastro familiar do Projeto ASEF- Ações Sócio-Educativas a Família com crianças de 0 a 6 anos, nas creches dos bairros e distritos da cidade. A Secretária de Ação Social Liduína Andrade, ressalta a importância desse projeto, bem como sua prioridade e conta com a colaboração das famílias para se fazerem presentes. O cadastro começou a ser feito desde o ultimo dia 2 e irá até o próximo dia 16.Hoje (5 de março), o cadastro estará sendo feito no CAIC no bairro Gisélia Pinheiro (Batateiras). Próximo dia 9, na Creche Nova Vida, no bairro Pinto Madeira, dias 10 e 11, no Liceu Diocesano, dias 12 e 13 Creche São Miguel, dia 16, na Creche Clotário Ribeiro , na Vila São Bento, no CEI da Vila Padre Cícero, na Creche São José na Ponta da Serra, na Creche Santo Inácio, em Monte Alverne e na Creche Raimundo de Sousa Sobrinho em Dom Quintino. É importante salientar que o cadastro é sempre feito nos períodos manhã e tarde.



Assessoria de Imprensa
Prefeitura Municipal do Crato
Contatos pelo fone:
(88) 3521.7069
e-mail: cratoimprensa@gmail.com

quinta-feira, 5 de março de 2009

PRIMEIRAS FAMÍLIAS DA POVOAÇÃO PONTA DA SERRA



I - FAMÍLIAS PRIMITIVAS: Povoadores do sítio Ponta da Serra na segunda metade do século XIX.
1-Pereira da Silva, tendo como troncos Raimundo e João Pereira da Silva, conhecidos por “OS VERMELHOS.” Temos em mãos um assento eclesiástico em nome desta família, datado do ano de 1857, como moradora no sítio Ponta da Serra.
2- Bernardo Vieira, tendo como tronco familiar, José Bernardo Vieira e Maria Felícia, filha de Raimundo Vermelho. Casaram-se em Crato no ano de 1880, sendo ele natural da Freguesia de Lavras da Mangabeira e ela, desta de Crato. Todos os filhos nasceram aqui em Ponta da Serra.
3- Correia / Lima, tendo como tronco Manuel Joaquim Junior, pai de João Paulino Correia, do Juá casado em no ano de 1883, que teve uma de suas filhas, de nome Isabel, casada com um dos filhos do José Bernardo, de Nome Antonio Bernardo Vieira, conhecido por “Antoim Veio.”Este casal passa a se constituir na segunda família da povoação Ponta da Serra. Antonio Bernardo Vieira casou-se com Isabel Maria da Conceição em junho de 1907, em cerimônia religiosa celebrada na Casinha de Oração, pelo então Padre Quintino de Oliveira e Silva, depois primeiro bispo do Crato. Nesse mesmo dia, casou-se Antonia Maria do Nascimento filha, também, de José Bernardo, conhecida por Totonha, com José Correia da Silva, conhecido por Zé Biliu. Eram, ainda, filhos de Manuel Joaquim Junior, Raimundo José de Lima (Raimundo Gondinha), Vicente Jose de Lima e outros.
4- Antes Portão ( Anteportão de Souza), tendo como tronco, João Manuel Anteportão de Souza c.c. Maria Antonia de Jesus, moradores na Palmeirinha dos Correia, (hoje dos Vilar). Um de seus filhos, de nome Manuel Anteportão de Souza casa-se em 1ªs. Núpcias com a Jovem de Nome Jovina Maria da Conceição, da família Paes Barreto, no ano de 1906 e passa a residir no entorno do Núcleo Primitivo.
5- Nogueira da Costa, tendo como tronco Francisco Pereira da Costa, conhecido por Chico Nogueira (eram seus irmãos: Joaquim, Maria (Pagueira) Antonio) casado com Maria Magdalena de Jesus. Ele, f.l. de Pedro Pereira da Costa e Alexandrina Maria da Conceição e ela. F.l. de João Manuel Anteportão de Souza e Maria Antonia de Jesus. Casam-se no ano de 1906 e passam a morar no entorno do Núcleo Primitivo.
6- Paes Barreto, tendo como tronco, Ana Maria da Conceição, conhecida por mãe Aninha, viúva que era do primeiro casamento, de Manuel Lourenço de Souza, s/filhos. Do segundo casamento realizado em Crato no ano de 1879, de João Paes Barreto. Mãe Aninha chega em Ponta da Serra já viúva pela segunda vez com os filhos solteiros, onde os mesmos se casam.
NOTA: Estas foram, portanto, as seis famílias primitivas que deram origem á Povoação Ponta da Serra no final do século XIX e início do século XX, após a criação do Núcleo Primitivo que se deu com a celebração da primeira missa na casinha de oração eregida pelo o fundador José Bernardo Viera em uma área de terra doada ao mesmo pelo seu patrão e proprietária da Fazenda Ponta da Serra, o Major Eufrásio Alves de Brito, em 12 de Dezembro de 1895, pelo padre Antonio Alexandrino de Alencar.



II - Famílias povoadoras nas primeiras décadas do século XX

1- OS HOLANDA CORREIA (OU CAVALCANTE), tendo como tronco Manuel de Holanda Cavalcante c.c. Antonia Maria Correia (ou Holanda, ou Cavalcante). Foram proprietários do terreno que corta a sede, hoje pertencente a Belo Leite. Ela foi a doadora do terreno onde foi erigida a atual capela. Segundo os mais velhos, o ato de doação não foi seguido de registro em cartório, mas o Belo Leite, depois proprietário, concordou, ficando para a história como doadores do patrimônio a Sra. Antonia Maria Correia, ou Antonia Correia Holanda e o Sr. Liberalino Ferreira Leite. Esta família chega a Ponta da Serra na segunda década do século XX.
2- OS XENOFONTE DE OLIVEIRA, tendo como tronco DANIEL XENOFONTE DE OLIVEIRA casado com ANA MARIA DE JESUS (DONA) no dia 04.11.1878 em Crato. Foram proprietários no sítio Catingueira. Tiveram também uma propriedade no entorno do Núcleo Primitivo, onde também, residiram, ainda na segunda década do século em apreço. Moísés foi fundador da Conferência São Vicente de Paula no ano de 1917 em Ponta da Serra.
3- OS RIBEIRO DE MATOS. Devemos salientar que o Sr. Raimundo Ribeiro de Matos, já na segunda década deste século, trabalhava em Ponta da Serra e era hospede do amigo Cícero Paes, mas sómente na década de 20 é que ele fixa residência com sua mãe, já viúva, trazendo consigo os demais irmãos. Sr. Raimundo casa-se em 1ªs.Núpcias com Maria, filha de João Correia do Juá, sem filhos. Ficando viúvo, casa em 2ªs. com D. Maria. Seu filho mais velho Ana Ribeiro (Lenira) nasceu em 21.11.1927 e faleceu em 20.06.2002.
4- OS VALDEVINO DE BRITO, tendo como tronco José Valdevino da Cruz(4.6.1870 a 5.1.1960), casado em 2ªs. Núpcias com Joaquina Alves de Brito. Ele, filho de Valdevino Pinto da Cruz e de Francisca Maria da Conceição (Ferreira da Cruz). Nasceu em Porteiras. Ela, f.l. de Miguel Alves de Brito e Gracinda Perpétua do Amor Divino. Em 1926 se mudam do Sítio Altos para o entorno da sede, onde adquire um terreno que pertence hoje aos seus descendentes.
5- OS FERREIRA LEITE, tendo como tronco Inácio Ferreira Leitec.c. Rita Liberalino de Meneses Oriundos dos Brejo de Crato para o Sítio Enxu, e depois, para o Sítio Boqueirão e Ponta da Serra. Seus ancestrais são do Município do Quixará, hoje, Farias Brito. O primeiro a chegar em Ponta da Serra foi Belo, no ano de 1927, quando adquire parte da propriedade dos herdeiros do Major Eufrásio de Brito. Em segundo, Quinco. 1933.
6- OS SOUZA BRASIL tendo como tronco Raimundo de Souza Brasil f.l. de Lívio de Souza Brasil e de Luzia Cezar Celestino, Nota: em 1897, Lívio já era falecido. Raimundo de Souza Brasil casou-se com Laurina Maria da Conceição (Ou Jesuína da Silva Brasil) em 1907, em Crato. Mundim Brasil construiu em 1932 um sobradinho onde hoje é a casa de Edval e Nair o qual era ocupado pela família nos finais de semana, principalmente, aos domingos, quando das missas mensais. Esse sobradinho foi utilizado, inclusive, como um espaço de lazer, um salão de dança à época.

III - FAMILIAS POVOADORAS DA SEDE NAS DÉCADAS DE 30/40/50

01 - OS DIONÍSIO BEZERRA (Tandura), Oriundos do sítio Cipó do Monte Alegre, entre os municípios de Farias Brito e Várzea Alegre. Família humilde, mas de muita confiança e que prestaram relevantes serviços á nossa comunidade, principalmente, no serviço braçal, visto que esta família era constituída só de homens. A sra. Maria Gonçalves Vieira, conhecida por Tandura chegou em Ponta Serra no ano de 1932, já viúva por falecimento de José Dionísio Bezerra,trazendo consigo seus filhos:Francisco, João, Antonio, Manuel.Não deixaram descendnetes em Ponta da Serra. Vide Galeria dos Homenageados.
02 - OS SOBREIRA VILAR, oriundos dos sítios Caboclo e Patos, tendo como tronco Vitorino Sobreira Vilar, nascido no sítio Caboclo, em 28.10.1902, c.c. Maria Siebra da Costa (24.12.1909 A 17.09.1991). Chegaram à sede nos idos de 40. Alguns de seus filhos nasceram em Ponta da Serra. Deixaram muitos descendentes em nossa comunidade. Vide Galeria dos Homenageados.
03 - OS TRAJANOS DA SILVA, oriundos do sítio Palmeirinha e depois sítio Altos, tinha como tronco Antonio Trajano da Silva c.c. Francisca Ribeiro de Matos (Dona Nem). Construíram sua residência na sede no ano de 0000, onde moram até hoje suas filhas. Vejam a família Trajano da Silva na galeria das árvores genealógicas. Vide O Roteiro Biográfico das Ruas.
04 - OS SANTANA AMÂNCIO, tendo como tronco principal José Amâncio Filho (19.03.1915 a 11.08.2007) e Josefa Santana Amâncio (15.01.1917 a 13.01.1994). Oriundos da Serra da Fortuna. Chegaram á Ponta da Serra no ano de 1951, onde montaram uma bodega permanecendo até os últimos anos. Deixaram seus descendentes no rol dos maiores comerciantes em nossa comunidade.

TRABALHO DE PESQUISA REALIZADO POR ANTONIO CORREIA LIMA, ALUNO DO 8º SEMESTRE DO CURSO DE HISTÓRIA DA URCA. OS BISAVÓS DO AUTOR FORMARAM OS TRONCOS DOS BERNARDO VIEIRA/PEREIRA DA SILVA, CORREIA LIMA, ANTES PORTÃO E PAES BARRETO.

terça-feira, 3 de março de 2009

POESIA

VIDA... INFINDA!


Vida...
Início vida,
Vida início,
Iniciando a vida.

Vida...
Segue vida,
Vida segue,
Seguindo a vida.

Vida...
Luta vida,
Vida luta,
Lutando a vida.

Vida...
Finita vida,
Vida finita,
Finitando a vida.

Vida...
Ressurge vida,
Vida ressurge,
Ressurgindo a vida.

Vida...
Infinda vida,
Vida infinda,
Infindando a vida!

Vida...
Vida, vida,
Sempre vida,
Busca infinda!




Mário Correia de Oliveira Júnior

Crato,Ce, 01 de Março de 2009.

PROJETO VEM DE DEUS




HINO DA PONTA DA SERRA

Agora você poderá ouvir o nosso HINO OFICIAL entrando no endereço do canal do Podcast "OUVINDO PONTA DASERRA": http://www.podcast1.com.br/blog.php?codigo_canal=4170
Copie e cole


Letra: Antonio Correia Lima
Música: Saulo Amâncio Correia

Surgida de um povo de fé,
Neste nosso torrão brasileiro.
Patrimônio de dois José:
Um santo outro vaqueiro (bis)

Deitada entre serras tu estás,
Coberta neste mando azul do Céu.
Banhada pelas águas do Carás,
Tu tens as nuvens como véu. (bis)

Cantemos com emoção em toda tua glória,
Elevemos bem alto a nossa voz.
Seja teu nome na história,
Motivo de orgulho para nós. (Refrão)

Louvemos a riqueza do teu solo,
No vigor do verde Juazeiro .
Naquele que te serviu de colo,
O nosso resistente marmeleiro. (bis)

És para sempre bendita terra,
Tua grandeza enobrece o Ceará.
Avante!Ponta da Serra,
Tu tens o progresso a te guiar. (bis)





JUSTIFICATIVA


ENTENDENDO O HINO DE PONTA DA SERRA

Primeira Estrofe: Enaltecemos a sua origem simples na figura de um jovem e humilde vaqueiro, José Bernardo Vieira, homem extremamente devoto de São José, que construiu no ano de 1895 uma capelinha ( A Casinha de Oração) em honra do seu santo de fé, dando assim, como iniciado o núcleo primitivo( 25.12.1895, é o marco inicial da povoação) que viria dar origem ao, hoje, distrito de Ponta da Serra.

Segunda Estrofe: Enfocamos a sua localização geográfica, entre as serras do Juá, da Fortuna e de São Pedro, sendo banhada pelas águas do riacho dos Carás( Vale do Carás). Devemos salientar que o solo deste vale é reconhecido pelos estudiosos como um dos mais ricos em todo o Ceará, se transformando, portanto, numa grande fonte de riqueza para a nossa economia. Este vale, também, foi berço das famílias retirantes tangidas pela seca de 1877-79 que aqui aportaram ainda no final do século XIX. Foram, justamente essas famílias que vieram a dar início ao povoamento propriamente dito desta nossa região, tendo algumas delas, se localizado ao redor da citada Casinha de Oração. Dessa formar, surge o marco inicial do núcleo primitivo da povoação de Ponta da Serra.

Terceira Estrofe: Trata-se do refrão, onde procuramos sensibilizar nossos conterrâneos para que estejamos sempre de bandeira erguida em busca de mais e mais glórias para que, assim, possamos nos orgulhar do nosso torrão natal.

Quarta Estrofe: Nesta estrofe procuramos louvar riqueza do nosso solo; a árvore juazeiro que produz o fruto juá, muito abundante no sopé da serra que recebeu este nome e que, conseqüentemente, deu origem ao topônimo “Ponta da Serra”;a árvore marmeleiro, conhecida por todos por mameleiro, também muito abundante nestes tabuleiros onde foi erguida a sede do nosso distrito. Lembremos que foi justamente o nosso resistente marmeleiro o responsável por grande parte do emadeiramento de nossas residências em tempos passados, E é por isso que, desde os tempos remotos, temos um bairro conhecido por mameleiro.

Quinta Estrofe: Aqui realçamos mais uma vez a fé do nosso povo, lembrando as palavras do professor Jurandy Timóteo, “a causa principal do povoamento de Ponta da Serra foi o sentimento religioso”. Por isso é que dizemos: “és para sempre bendita terra”. Reconhecemos nesta estrofe final, o grande surto de desenvolvimento do nosso distrito nos mais diversos setores, principalmente, no educacional. Acreditamos que com o grande progresso que estamos assistindo atualmente em nossa comunidade e seguindo o lema do avante Ponta da Serra, em breve conquistaremos a nossa tão sonhada emancipação política.

NOTA: Tomando por base este último argumento, evitamos fazer alguma referência ao Crato, pois, assim, evitaremos num futuro próximo, modificações nesta letra.

Autor: Antonio Correia Lima - Historiador e Pesquisador, nascido e criado na sede do distrito de Ponta da Serra, aos 06 de novembro de 1951



http://www.podcast1.com.br/blog.php?codigo_canal=4170

Copie e cole este endereço e tenha acesso ao canal de Podcast “Ouvindo Ponta da Serra” e ouça o nosso Hino Oficial.

FRADE ALEMÃO PREGA EM PONTA DA SERRA



Neste domingo 1º de março, o frade franciscano alemão, Frei Beda, mantenedor de várias ONGs do Nordeste, inclusive, o Projeto Verde Vida do sítio Catingueira , em Ponta da Serra – Crato CE, esteve celebrando missa na Capela Matriz da Paróquia de São José Operário, dentro das homenagens dos 25 anos de criação do Grupo Comunitário de Ponta da Serra, criado por iniciativa do então PE. João Bosco Cartaxo Esmeraldo nos primeiros dias de sua atuação frente à nossa paróquia.
Durante a celebração aconteceram várias apresentações culturais dos grupos da catingueira, pertencentes ao Projeto Verde Vida, tendo o Marcos Xenofonte, junto com seu grupo Musical, acompanhado toda a missa, cantando clássicos da MPB.
Na sua pregação, O Frei Beda fez questão de ressaltar que foi através da irmã Aurieta Xenofonte que as parcerias, ora realizadas entre a entidade alemã dirigida por ele e entidades locais, se deram. Ele, também procurou destacar o fato da irmã Aurieta haver nascido no sítio catingueira. Falou das 72 apresentações que o grupo cultural da Catingueira realizou na Alemanha, há alguns meses, de onde foi conseguido recursos para a construção da padaria, cujo prédio está em fase de acabamento e todo o maquinário já se encontra no porto de Recife.
Devemos lembrar que a irmã Aurieta é irmã de Alberto e Gilberto Xenofonte e sobrinha das “Beatas”,Rosa e Raimunda, que tiveram um papel muito importante aqui na comunidade nas décadas de 20,30 e 40, do século passado, quando da construção e manutenção da capela atual, tendo, inclusive, morado na nossa sede. Vejamos um pouca da história do Projeto Verde Vida.
Projeto Verde Vida é uma Organização não-governamental (ONG) criada em 1994, mas, legalmente fundada 08\10\1998, sob iniciativa de Marcos António Xenofonte de Almeida, após ter trabalhado com crianças de rua em Recife durante 10 anos. Vindo embora para o Sitio Catingueira, zona rural do Crato-CE, inicia uma experiência na área social com crianças e adolescentes. A idéia do projeto surgiu da observação de que as crianças da localidade abandonavam a escola para trabalharem com os pais na roça, e as que permaneciam tinham baixo rendimento escolar.
Não havia opções de lazer ou alternativas para o desenvolvimento das crianças na comunidade. As primeiras atividades foram artesanato epintura, que o próprio artista plástico Marcos Xenofonte implantou. A experiência contava apenas com um grupo de 20 crianças, embora na comunidade existissem outras crianças e dolescentes em condições de vulnerabilidade. Freqüentar e obter boas notas na escola seria condição para participação no projeto, o convencimento das famílias para deixarem seus filhos participarem do projeto não foi tarefa fácil, no começo houve resistência que foram vencidas pelas próprias crianças que mostraram um melhor desempenho na escola.
O projeto recebeu a visita da organização alemã Aktionskreis Pater Beda que, vendo o esforço do seu idealizador para manter as atividades em funcionamento passaram a financiar as atividades já existentes e, com essa parceria implantamos novas atividades, como reforço escolar, capoeira, teatro, dança coral, catequese, esporte, musica e alimentação diária. Outros parceiros surgiram, como o Mesa Brasil do Serviço Social do Comércio (SESC), unidade Crato, que doa alimentos com freqüência, e a Prefeitura Municipal do Crato, com a qual mantemos um convênio através da ação. (http://www.projetoverdevida.com.br/)

25 Anos de Fundação do Grupo Comunitário de Ponta da Serra


Neste domingo, 1º de março, com uma missa solene, na Matriz de São José, celebrada por frei Beda, frade franciscano alemão, em passagem por nossa comunidade, e em visita ao Projeto Verde Vida, do qual é mantenedor, o Grupo Comunitário de Ponta da Serra comemorou seus 25 anos de existência. Após a missa houve a confraternização, com o corte do bolo, no salão paroquial com a presença de associados e ex- associados. No momento foram homenageados 8 de seus ex-presidentes presentes e mais 3 já falecidos. Os presentes foram:Luiz Pinheiro Leite, Francisco Rivaldo da Silva( Pepeta), Ozeas Pinheiro Leite, José Geraldo de Lima Filho(Talzin, o 1º ),Benvindo Dionízio Alves, Lourival Ferreira de Menezes ( Louro), Mons. Bosco e Adalgisa Gonçalves da Silva(Neném, atual presidente). Os falecidos: Virgílio Ribeiro dos Santos, José Gonçalves de Oliveira e EldonFerreira de Menezes.o Prof. Registramos também como ex-presidente, Walmir Oliveira da Silva( ausente).
Além da atual presidente, Neném, que fez uma explanação como se encontra o Grupo,devemos destacar as manifestações de Marineth Belisário (Tetinha), que destacou vários dos benefícios que hoje a comunidade tem que foram frutos do trabalho do Grupo; Joana Darc Pereira, que colocou os obstáculos familiares, quando da sua participação, mas que foram superados; Mons, Bosco, que ressaltou a ajuda de entidades alemãs, quando da aquisição dos dois terrenos pertencentes ao Grupo; Edval Cirilo que enalteceu o trabalho do nosso vigário que foi o idealizador da entidade, quando chegou para assumir a nossa paróquia.
O evento foi, sem dúvida, maravilhoso e digno de registro.

A cobertura jornalística de Antonio Correia, imagens de Neylinha.